Aprendendo Trompete - Parte 5 - Movendo a máquina


Fico devendo fotos.

Bem, aqui está a parte importante - fazendo a coisa funcionar.

Com o Estudo 4, se tem tudo já posicionado. Agora vamos fazê-lo funcionar agir.

Lembre de 2 coisas importantes:
1. A boca não se move, nem a embocadura, nem o bocal. Não se deve apertar o trompete contra a boca. E o queixo sempre para baixo.
2. O combustível é o ar, faça-o trabalhar.

A Coluna de Ar: A força vem do corpo jogando o ar, com mais velocidade ou menos velocidade, mais ar ou menos ar, com mais pressão, menos pressão. Quanto mais ar se jogar, mais volumoso é o som; quanto menos ar, mais baixo. Quando mais veloz é o ar, mais rápido fará o lábio vibrar e mais agudo será a nota; quanto mais lento, menos o lábio vai vibrar e mais grave será a nota.

[Lembrando: Queixo para baixo e boca, nem bocal se movem; nem se aperta o bocal.]

A Lingua: A lingua e o ar precisam trabalhar juntos. Para notas graves a lingua deve ficar relaxada, para baixo na base da mandibula, deixando o máximo de espaço livre na boca. Considere do Lá ou Sol médios para baixo (da clave de sol) como as notas graves que se usa tal posição. Para o qual se pode usar vogais abertas para posicionar a lingua, como "A" e "Ó". E para os agudos, é necessário levantar a parte do centro para a "trazeira" da lingua (e não a ponta, a frente) - para cima faça a posição da vogal fechada "i" - para fazer uma barreira para o ar que vem da garganta, diminuindo o espaço e aumentando a pressão. (tente fazer isso, sem o bocal. Tente tocar o céu da boca, de traz, sem usar a ponta da lingua, apenas com a parte anterior desta).
Como o professor Wagner Felix disse, a lingua deve funcionar como a vara do trombone. Lingua para cima, é a vara para cima, e ai vai descendo até ela ficar para baixo, a vara ficando aberta.

Fazendo as notas
Tente sempre cantar o som das vogais ou consoantes (mais para frente falarei sobre tais) ao fazer e atacar as notas. Para fazer os graves "A". Para os agudos "i". Para os muito agudos "ikxi". (com a lingua claro) E ao mesmo tempo, controlando a coluna de ar. Para subir de nota, procure articular a silaba "di"; para descer de nota, procure articular com "a". (sempre)[até se ter um leque mais completo e controlado de consolantes, silabas, vogais.].

Exercicio e modelo.

Toque a nota sol central (posição zero). E SEM PARAR DE ASSOPRAR, sem mover nennhum musculo da boca; sem o queixo subir; sem o lábio inferior subir; sem pressionar (apertar) o bocal contra a boca; suba para o dó2 (posição zero). Como? Apenas fazendo 2 coisas:
1. Assopre mais ar. Aumente a velocidade do ar.
2. Suba a lingua (parte de tráz) articulando "di"

Você vai perceber que haverá um grande esforço. E aí notará que a posição correta do corpo, do pescoço, da cabeça. E pegar MUITO AR; vai fazer toda a diferença.

3. Você irá notar uma variação mais aguda no som, procurando a próxima nota. Force um pouco mais a lingua para cima, e manda mais ar. E ai, a nota vai surgir, quase que do nada, sem você ter feito esforço algum extra na boa, no lábio.
4. Vote para o sol, sem parar de mandar ar por nada, apenas voltando a lingua para o "A".

Obs.: Ao fazer isso, mantenha sempre o o som força, cheio, intenso; em todas as notas.

Notas:
De inicio, assim como eu, você irá perceber que a tendência natural do corpo é o de relaxar o musculo do queixo nos graves (não deixe isso acontecer); e o de querer fazer o lábio inferior SUBIR para os agudos (não deixe isso acontecer. Lute contra.) e relaxar a respiração. Algo que me tem até ajudado um pouco de inicio, é fazer uma certa pressão no trompete contra essa tendencia,empurrando o bocal verticalmente para baixo, tentando forçar o lábio inferior ficar para baixo.
Haverá um grande esforço nos musculos da boca para manter essa pressão. Pois o corpo tende a lutar contra. Mas tem que lutar até os musculos da boca se desenvolverem bem; e aí, isso será quase que natural.
Lembre que a máquina das notas está na coluna de ar e na lingua; é elas que devem trabalhar.


Então, com essa tecnica básica. Primeiro treine cada detalhe dela, na frente de um espelho. E então, depois, vá para os primeiros exercicios do Arban's; usando tal tecnica. O que você precisa de inicio é principalmente exercitar e trabalhar essa técnica, nem se preocupe muito com a afinação e o som da nota. Mas busque conseguir controlar a troca de notas apenas usando a coluna de ar e a lingua... e deixando a boca sem esforço adicional, além da contração dos musculos.

2 comentários:

Josemara disse...

Muito legal tua iniciativa!!! Me ajudou muito mesmo!!!!

Thallys Batista disse...

lingua na parte de traz, tira uma foto ai pra explicar melhor